Usina Hidrelétrica de Aimorés realiza treinamento de evacuação com a população neste sábado

Os moradores da cidade mineira de Aimorés são esperados para participar de um treinamento de evacuação no sábado, 23, da Usina Hidrelétrica de Aimorés, que pertence à Aliança Geração de Energia S.A. Localizada na Bacia do rio Doce, a UHE passa por outros dois municípios do leste de Minas Gerais, Itueta e Resplendor, e por Baixo Guandu, no Espírito Santo, onde foi realizado o primeiro treinamento, no dia 9 de novembro. O objetivo do exercício é testar o sistema de alerta local e treinar cerca de oito mil pessoas cadastradas no Plano de Ação de Emergência. 

O simulado de evacuação será conduzido por representantes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Prefeitura Municipal e da equipe da Aliança Energia. Com início previsto para as 15 horas, o treinamento de cunho preventivo deve durar cerca de uma hora.  

Além de testar a utilização e eficiência da sirene, das placas de rotas de fuga e pontos de encontro implantados na cidade, o simulado visa orientar a população a respeito dos procedimentos de segurança a serem adotados em situações adversas que envolvam o empreendimento. O exercício, que também contribui para o trabalho das Defesas Civis, antecipa o cumprimento das ações preventivas previstas na legislação vigente. 

O gerente de Relações Sociais e Comunicação da Aliança Energia, Marcelo Werly, explica que a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) classificou a Usina Hidrelétrica de Aimorés como baixo risco e em condições normais de segurança e funcionamento, porém é importante a participação dos moradores no evento. “Entramos em contato com a população, entregamos material informativo e convites para o simulado porque acreditamos na importância de se implementar uma cultura de segurança e prevenção no local”, enfatiza Werly.

O simulado faz parte das ações previstas no Plano de Ação de Emergência (PAE) e está relacionado a um estudo de engenharia exigido pela legislação denominado Dam Break. “Esse estudo avalia os potenciais impactos do rompimento de barragens, com a simulação de qual seria o alcance de água em casos de colapsos na estrutura, classificando os potenciais danos”, esclarece.  

Cronograma

Os participantes cadastrados no treinamento, após o acionamento das sirenes de emergência pontualmente às 15 horas, devem seguir pelas rotas de fuga sinalizadas até os pontos de encontros definidos pela Defesa Civil. Esses pontos configuram locais seguros para permanência da população, em casos de emergência. Depois da prática, os moradores responderão questionários de avaliação do exercício, além de um momento de esclarecimento de dúvidas sobre os procedimentos de segurança apresentados. 

CLOSE
CLOSE
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com