Quadrilha de roubo a cargas é presa pela Polícia Militar de Aimorés-MG.

Quatro homens foram presos na tarde desta quarta-feira (07) pela Polícia Militar de Aimorés-MG. Os quatro indivíduos fazem parte de uma quadrilha de roubo de cargas que atua no Espírito Santo.

Segundo informações, os homens abasteceram o veículo em que estavam e saíram em alta velocidade sentido ao centro da cidade. Essa atitude suspeita chamou a atenção de populares que comunicaram a polícia militar, que prontamente deslocou uma equipe para localizar o veículo em que os indivíduos estavam. Após uma breve busca pela cidade, o veículo foi localizado próximo a um hotel no centro, onde os homens haviam acabado de se hospedar.

Os militares abordaram os suspeitos e no quarto em cima de uma televisão, havia uma chave de carreta e notas fiscais de transporte referente a uma carga de ar condicionados. Perguntados sobre o que eles estavam fazendo na cidade, entraram em várias contradições. Ao checar junto a empresa que emitiu as notas fiscais, veio a notícia de que a carga tinha sido tomada de assalto nessa madrugada em Mimoso do Sul/ES.

O motorista seguia pela BR-101 com a carga de ar condicionados avaliada em cerca de R$ 800 mil reais em Mimoso do Sul/ES, sul capixaba, quando parou em ponto de apoio e foi abordado por bandidos armados. Ele ficou cerca de quatro horas sob a mira de um revólver e nas mãos dos bandidos.

Ele foi libertado na própria BR-101 e segundo a polícia civil do Espírito Santo, o condutor da carreta ficou muito abalado com a situação.

Em Aimorés/MG, os bandidos estava em um veículo VW Bora de cor preta. Enquanto um dirigia a carreta, os outros três faziam a sua escolta. A suspeita era de que a carga seguiria para Governador Valadares/MG, mas, devido a um acidente na estrada resolveram estacionar a carreta em Baixo Guandu/ES, cidade vizinha a Aimorés e descansar na cidade até a pista ser liberada. A quadrilha, no momento da prisão, não estavam com armas e nem drogas. Eles foram encaminhados a delegacia de polícia onde o caso continuará sendo investigado, já que um deles confessou que a quadrilha era formada por outros indivíduos que atuavam na região onde aconteceu o assalto no Espírito Santo.

CLOSE
CLOSE
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com