Pão ou macarrão? Cruzeirenses não sabem o que comer antes da matinê

Jogo ás 11h como profissional será inédito para Manoel, que tem dúvidas sobre o que deve comer antes da partida

Na rotina de um jogador, domingo é dia de futebol. Isso normalmente significa acordar um pouco mais tarde e almoçar na concentração. No próximo domingo, no entanto, o elenco do Cruzeiro vai viver uma experiência diferente, na partida contra a Chapecoense, às 11h (de Brasília), no Mineirão. Como acontece com todo marinheiro de primeira viagem, pintam dúvidas e curiosidades, e uma delas diz respeito à alimentação.

Manoel reconhece que não está acostumado a jogar neste horário, mas recorda que já atuou pela manhã, quando atuava nas categorias de base. A maior dúvida do zagueiro é sobre o que comer. Tomar um café da manhã reforçado ou fazer um almoço mais leve para não pesar na partida?

– Me lembro de ter jogado nesse horário só na base, é diferente. A gente não sabe se come pão ou macarrão. Vamos procurar, durante os treinos, ver como será. Esperamos estar focados, pois os três pontos são muito importantes.

Nada de macarrão no café da manhã (risos). Termos opções como tapioca, vários pães, pão de queijo, selecionar melhor as proteínas como ovos mexidos, cozidos, omeletes. Vai ser um teste para todo mundo, mas acredito que vai dar tudo certo.
Flavia Almeida

Se os jogadores estão cheios de dúvidas, a nutricionista do Cruzeiro vem com os esclarecimentos. Flavia Almeida explica que os jogadores terão um café da manhã reforçado. Arroz, batatas e carne, que seriam servidos no almoço, serão substituídos por pães, ovos e tapioca.

– Nada de macarrão no café da manhã (risos). Termos opções como tapioca, vários pães, pão de queijo, selecionar melhor as proteínas como ovos mexidos, cozidos, omeletes. Vai ser um teste para todo mundo, mas acredito que vai dar tudo certo.

O departamento médico ainda alerta sobre o sono no dia anterior. Aquele cochilo prolongado na tarde de sábado está vetado. Assim como as refeições – jantar e ceia – serão adiantadas para que os jogadores possam dormir mais cedo, já que vão acordar por volta das 7h, no domingo.

Tempo livre

Apesar da mudança de rotina ser encarada com certo estranhamento, pelos jogadores, no início, os jogos pela manhã, no Campeonato Brasileiro, escancaram um mundo desconhecido na rotina dos atletas de futebol.

Charles, volante do Cruzeiro (Foto: Washington Alves/Light Press)
Charles aprova o novo horário do jogo, que será pela manhã (Foto: Washington Alves/Light Press)

Sabe aquele clássico programa em família, no domingo? O lanche no fim de tarde na casa da sogra ou um passeio de patins no parque com os filhos? Esta rotina fica difícil para os jogadores de futebol. No entanto, com os jogos pela manhã, os atletas já estão liberados por voltas das 14h. Tempo para aproveitar o resto do final de semana.

– Dá para aproveitar o domingo em família. Tem que dormir cedo (no dia anterior), pois acorda cedo. Na base, estamos acostumados com esse horário. No profissional, é a primeira vez – explica o zagueiro Manoel.

Apesar de ganharem o fim do domingo, a nutricionista do Cruzeiro pede para que os jogadores mantenham o cuidado com a alimentação.

– Não oriento feijoada para depois de jogo. Orientamos uma refeição mais rica em carboidratos, mas eles vão estar liberados.

O volante Charles acredita que o novo horário também será benéfico para os torcedores.

– Para a gente é tranquilo, ficamos na concentração. Acordaremos mais cedo, mais felizes em busca de um bom jogo, para trabalhar. O torcedor vai ficar feliz de acordar cedo no domingo, ganha o dia, ver o time jogar e depois vai almoçar. Vai ser bacana.

Source: Resplendor

CLOSE
CLOSE
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com