Morre vigia que provocou tragédia com crianças em creche de Janaúba

O número de mortos na tragédia na creche de Janaúba, na Região Norte de Minas Gerais, subiu para seis. Morreu na tarde desta quinta-feira o vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, o autor da tragédia. A informação foi confirmada pela Polícia Militar (PM). Ele sofreu uma parada cardíaca no Hospital Municipal. As outras vítimas são quatro crianças e uma professora. Ao menos outras 20 pessoas seguem internadas em hospitais da cidade e em municípios vizinhos. Algumas delas em estado grave.

 

O prefeito da cidade, Carlos Isaildon Mendes (PSDB) afirmou que o vigia que provocou a tragédia trabalha na prefeitura da cidade desde 2008 e não tinha nenhum registro de ocorrência em seu currículo. Segundo o administrador municipal, Damião estava de férias e foi ao local para entregar um atestado médico. Porém, por causas ainda desconhecidas, cometeu o crime.

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Janaúba, Damião chegou à creche com uma mochila rosa nas costas. Ao tocar a campainha, funcionários teriam achado estranho a presença do vigia fora do horário de trabalho, mas ele teria dito que iria entregar um atestado médico à direção da unidade.

Ainda segundo a assessoria, Damião levava na bolsa um líquido inflamável, possivelmente álcool ou gasolina, que usou para atear fogo no próprio corpo. Funcionários informaram ainda que ele abraçou crianças que também começaram a ter os corpos incendiados. A sala onde os alunos estavam tem grades na janela e teto de PVC, uma espécie de material plástico, também inflamável.

Vítimas

No momento da tragédia, quatro crianças morreram. São elas: Luiz David Ferreira, de 4 anos, Ana Clara Ferreira, de 4, Ruan Miguel Santos Silva, de 4, Juan Pablo Cruz dos Santos, de 4, e Luiz Davi Carlos Rodrigues, de 4. No início da tarde, morreu a professora Helley Abreu Batista.

CLOSE
CLOSE
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com