Médico é preso suspeito de estuprar o próprio filho de onze anos

A Polícia Civil de Patrocínio, no Alto Paranaíba, investiga um crime de estupro sofrido por um menino de 11 anos, cometido pelo próprio pai da criança, um médico psiquiatra de 42 anos.

A representante legal do menino, registrou um boletim de ocorrência na Polícia Militar de Patos de Minas, na mesma região, no início do mês, alegando ter recebido por celular uma mensagem de texto em que o menor pede a mulher para não deixá-lo dormir mais com o pai.

O crime teria acontecido durante uma viagem para o Rio de Janeiro (RJ), em que o menino acusa o pai  de ser “espaçoso e doido” por não tirar a mão do órgão sexual do filho.

Ainda de acordo com a PM, a mulher teria questionado o homem sobre o abuso e ele teria pedido, também por mensagem de celular, que ela não atrapalhasse a vida dele, alegando já ter “perdido” o filho, e que a mãe dele não suportaria saber que o neto teria sido estuprado pelo próprio pai.

O homem foi preso nesta quarta-feira (29), depois que autoridades policiais pediram à Justiça a prisão preventiva.

A Delegacia de Polícia de Plantão Patrocínio investiga o homem por estupro de vulnerável, e informou que não vai divulgar detalhes do caso por se tratar de um crime contra um menor de idade.

Fonte: RAQUEL PENAFORTE – OTEMPO

CLOSE
CLOSE
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com