Incêndio na Estação Ecológica de Acauã já dura nove dias e moradores precisam de doações

Um incêndio de grandes proporções está devastando a Estação Ecológica de Acauã, entre os municípios de Turmalina, Leme do Prado e Minas Novas, no Vale do Jequitinhonha. O fogo, que começou na terça-feira da semana passada, já queimou mais da metade da reserva que têm mais de cinco mil hectares. As chamas se alastraram em direção a propriedades rurais causando prejuízos.

De acordo com Kenia Orsine, moradora de Turmalina, o incêndio segue agora em direção à localidade de Mato Grande, que é uma área com várias casas. “Não é só a destruição da estação ecológica, mas o risco real de uma tragédia. Em nove dias de incêndio, moradores vizinhos da reserva perderam plantações, currais e parte de suas propriedades. Se o fogo chega a Mato Grande, muitas famílias vão ficar desabrigadas, além do risco de vítimas”, alertou.

Segundo o major Anderson Passos, do Batalhão de Emergências Ambientais e Respostas a Desastres (Bemad), a maior dificuldade do combate ao incêndio na região é a vegetação bastante seca, o difícil acesso ao local e o forte calor. Da capital, uma equipe de 18 militares do Corpo de Bombeiros está reforçando o combate ao fogo, acompanhado de brigadistas do Instituto Estadual de Florestas e voluntários. Um helicóptero Arcanjo e dois aviões Air Tractor estão empenhados na contenção das chamas.

A estação ecológica foi criada em setembro de 1974. Somam-se 5.196 hectares de mata nativa. Sua vegetação é composta por cerrado denso com transição para mata atlântica, sendo a flora composta de plantas de grande e médio porte, e a fauna por espécies como tatu, lobo-guará, cutia, paca, caititu, macaco-prego, jacaré-de-papo-amarelo, contando ainda com mais de 190 espécies de pássaros identificados.

DOAÇÕES

O grupo “Somos Mais Fortes” está arrecadando os seguintes materiais:

– Detergente;
– Papel higiênico;
– Água;
– Café;
– Açúcar;
– Pão;
– Cestas básicas;
– 27 mil metros de mangueira de água;
– Combustível;
– Lanternas de cabeça.

Locais de entrega: Câmara Municipal de Turmalina, Sindicado dos Trabalhadores Rurais de Turmalina e Secretaria Municipal de Assistência Social de Turmalina.

As doações serão destinadas aos moradores de comunidades vizinhas a reserva, que tiveram mais de 27 mil metros de mangueira queimados pelo fogo, deixando dezenas de famílias sem água, e para os brigadistas, que trabalham dia e noite na tentativa de conter as chamas.

FOTOS

Fonte: Aconteceu no Vale

CLOSE
CLOSE
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com