Escassez e Barça x Real: ala Danilo é brasileiro mais disputado na Europa

Não existe um jogador brasileiro mais badalado no futebol europeu do que Danilo. Titular do Porto e da seleção comandada por Dunga, o lateral de 23 anos foi assediado por uma série de equipes do Velho Continente – ainda que não tenha sido anunciado oficialmente, veículos como o português “Correio da Manhã” e o espanhol “Marca” dão como certo um acordo entre ele e o Real Madrid.

A transferência de Danilo deve movimentar algo em torno de 35 milhões de euros (R$ 118,6 milhões). O lateral tem contrato com o Porto até 2016, com cláusula rescisória de 50 milhões de euros (R$ 169,5 milhões). Mas afinal, por que ele virou tão badalado no mercado do futebol europeu?

O UOL Esporte levantou cinco pontos que são relevantes para entender a badalação em torno de Danilo. O jogador estará em ação às 16h45 (de Brasília) desta terça-feira (10), quando o Porto receberá o Basel em jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões da Uefa (as duas equipes empataram por 1 a 1 na primeira partida).

Ah, a terça-feira também pode servir para Danilo pensar no futuro. O Real Madrid é outro time que estará em campo pela Liga dos Campeões: após vitória por 2 a 0 no primeiro jogo, na Alemanha, o time espanhol receberá o Schalke 04.

1 – A consolidação na seleção brasileira

Danilo tem histórico na base da seleção brasileira (foi campeão sul-americano e mundial com a sub-20 e disputou os Jogos Olímpicos de 2012 com a sub-23), mas o novo status do lateral na Europa tem a ver com a consolidação dele no time principal.

Incluído pelo técnico Dunga em todas as convocações feitas após a Copa de 2014, Danilo foi reserva de Maicon no início do ciclo. Contudo, o lateral do Porto assumiu a camisa 2 depois de o jogador da Roma ter sido cortado por problemas disciplinares e foi titular em cinco das seis partidas da equipe nacional pós-Mundial.

2 – A escassez do mercado

Barcelona, Juventus, Manchester United e Real Madrid são exemplos de times que sondaram Danilo apenas nesta temporada. O grande número de times interessados tem relação direta com a escassez do mercado na posição: hoje em dia, quais são os grandes laterais direitos do planeta?

Poucas são as unanimidades na posição. O alemão Philipp Lahm era uma, mas tem oscilado entre a lateral e o meio-campo no Bayern de Munique. Quando ele joga como volante, o espaço na ala é ocupado pelo brasileiro Rafinha.

No dia 12 de janeiro, a Fifa divulgou a seleção do futebol mundial na temporada passada. Os laterais foram Lahm (improvisado na esquerda) e Sergio Ramos, que até passou pela posição, mas voltou a ser zagueiro no Real Madrid.

3 – A versatilidade

Danilo fez o gol do título do Santos na Copa Libertadores de 2011 (vitória por 2 a 1 sobre o Peñarol, no dia 23 de junho, no Pacaembu). Naquela momento da partida, o lateral direito atuava como volante (Pará havia entrado no lugar de Paulo Henrique Ganso e jogava na ala).

Em todo o período de futebol brasileiro, Danilo sempre teve a versatilidade como característica. Era um jogador que atuava como lateral ou como volante com a mesma propriedade – sobretudo pelos atributos ofensivos.

No Porto, Danilo foi menos usado no meio-campo. Ainda assim, é frequente o jogador dizer em entrevistas que evoluiu muito na parte tática. A principal justificativa dele para isso é a defesa: hoje em dia, o brasileiro é mais seguro e demanda menos estrutura de cobertura.

4 – A necessidade do Porto

A despeito de ser o clube mais vencedor do futebol português, o Porto está aquém do potencial financeiro dos gigantes europeus. Por isso, acostumou-se a ser um centro vendedor. Os lusitanos conseguiram 40 milhões de euros quando mandaram Hulk para o Zenit, por exemplo, e 31,5 milhões de euros na transferência de Anderson para o Manchester United.

Danilo foi contratado em 2011 e custou 13 milhões de euros aos cofres da equipe lusitana. Como tem contrato até o meio de 2016, a próxima janela de transferências é a última em que ele pode ser negociado com lucro ao Porto. A partir do fim deste ano, o brasileiro poderia assinar um pré-contrato com outro time sem que o clube atual fosse indenizado por isso.

Esse é o principal motivo para o valor de mercado de Danilo ter caído. O Porto dizer publicamente que havia negado uma oferta de 37 milhões de euros pelo lateral – a diretoria da equipe queria 40 milhões de euros –, mas tem necessidade de vender e pouco tempo para concluir o negócio. Por isso, passou a admitir propostas em torno de 25 milhões de euros.

A partir disso e da concorrência, o negócio deve ser concretizado por um valor em torno de 35 milhões de euros.

5 – A rivalidade Barcelona x Real Madrid

Outro motivo para Danilo ter virado bola da vez no mercado europeu é a rivalidade local entre os dois principais times da Espanha. Com Barcelona e Real Madrid atrás do lateral brasileiro, o negócio comum passou a ser um confronto clubístico.

Nos últimos meses, jornais espanhóis têm feito uma extensa cobertura sobre cada passo de Danilo. Os diários catalães relatam aspectos como a relação do lateral com Neymar e o estilo de jogo da equipe – a tese é que ele teria mais facilidade de se encaixar numa equipe que já está acostumada a usar Daniel Alves, cujo contrato termina no meio deste ano e não deve ser renovado. As publicações madrilenas, por outro lado, dizem que a vontade do ala é defender o Real e que isso pode influenciar o negócio.

O Barcelona contratou um lateral direito brasileiro no ano passado, mas Douglas ainda não conseguiu espaço na equipe principal dos catalães. Com isso e a iminente saída de Daniel Alves, a posição passa a ser prioridade para a equipe, que tem como principal problema um veto da Fifa para contratações nas próximas janelas.

No Real Madrid, as opções para a lateral direita são Carvajal e Arbeloa, dois jogadores que passam longe de ser unanimidade. Os merengues contrataram um brasileiro neste ano: o volante Lucas Silva, bicampeão nacional pelo Cruzeiro.

A disputa entre os dois rivais é fundamental para entender a badalação em torno do lateral nos últimos dias. “Me disseram que é praticamente impossível o Barcelona contratar Danilo. Parece que ele já está certo com o Real Madrid”, disse Carles Rexach, membro da comissão técnica da equipe catalã, ao programa televisivo “Esport 3”. Afinal, um discurso resignado ou uma tentativa de despistar?

CLOSE
CLOSE
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com