Corinthians pagou Tite enquanto elevou dívida com Mano a quase R$ 4 milhões

Escolher quais dívidas irá priorizar é algo que faz parte da rotina do presidente Mário Gobbi ao longo de seu mandato no Corinthians. Assim foi no que diz respeito a treinadores nos últimos dois anos. Tite e Mano Menezes, por exemplo, estiveram e ainda estão entre os principais credores do clube.

Nesse momento, Mano tem praticamente R$ 4 milhões a receber do Corinthians. Em um ano como funcionário do clube em 2014, o treinador só teve o direito de imagem pago em seis, o que implicou em dívida de cerca de R$ 2,4 milhões. Ao todo, os vencimentos dele no clube eram de R$ 630 mil, sendo aproximadamente R$ 400 mil pagos como imagem.

Ao classificar o Corinthians para a primeira fase da Copa Libertadores com o quarto lugar no Campeonato Brasileiro, Mano ajudou o clube a elevar suas perspectivas de receita para 2015. Por tabela, acrescentou uma premiação pessoal de R$ 1,2 milhão em sua lista de valores a receber.

Uma das contas que Mário Gobbi pagava enquanto os vencimentos de Mano atrasavam era justamente com o antecessor, e agora de novo treinador, Tite. Ao todo, ele tinha R$ 4 milhões a receber referente a premiações pelo Mundial de Clubes de 2012, Recopa Sul-Americana e Campeonato Paulista de 2013. Bonificações que, por sinal, boa parte do elenco também não tinha recebido.

Durante 2014, o diretor de futebol Ronaldo Ximenes acertou o parcelamento desses valores com Gilmar Veloz, procurador de Tite. Hoje de volta ao Corinthians, o treinador ainda não recebeu esse acordo na íntegra, mas evita qualquer comentário sobre o tema. A ideia de Tite, no retorno ao clube, era manter a dívida em sigilo.

A ala que recusa loucuras para contratar Dudu e Darío Conca usa esses números para justificar a posição de cautela do presidente Mário Gobbi no mercado de transferências. Além de criticar internamente o antecessor Andrés Sanchez por praticamente obriga-lo a pagar R$ 50 milhões em impostos devidos, já que Andrés e outros três dirigentes seriam condenados, Gobbi prefere priorizar a renovação de contrato de Paolo Guerrero, principal jogador do time no ano passado.

Foto: Daniel Augusto Júnior/Agência Corinthians
Fonte: UOL

CLOSE
CLOSE
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com