Com rio seco, moradores fazem orações pedindo chuva em Rio Bananal

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Rio Bananal, no Norte do Estado, pede à população que economize água o máximo possível. O principal rio que corta a cidade está completamente seco e o abastecimento de água já foi afetado.
Fotos cedidas por Vera Lúcia Soela, telespectadora da TV Gazeta Norte, mostram o Rio Bananal seco e moradores no leito do rio. Eles se uniram para fazer orações pedindo chuva.
O diretor do Saae de Rio Bananal, Alencar Gusmão de Souza, informou que o abastecimento foi suspenso na manhã desta terça-feira (12). O nível de água da represa de onde era feita a captação baixou cerca de três metros e está com apenas 1,10 metro de água. Com essa diminuição do volume, o cano que faz a captação está fora da água.
[ad name=”HTML”]
Alencar disse que foi feita uma conexão no cano (joelho), mas o problema não foi resolvido. “A solução será alugar um gerador para fazer a bomba funcionar, pois o lugar não tem energia. Ligamos para duas firmas de Linhares e estamos aguardando a resposta”.
Dois carros-pipas da prefeitura trabalham para levar água bruta para a estação de tratamento. “Temos barragens próximas, mas falta carro para buscar. Estamos tentando ajuda com o governo, deputados”.
O problema no abastecimento de água em Rio Bananal não começou neste ano. Desde outubro de 2015, o abastecimento é feito de forma alternada entre os dois bairros da cidade: São Sebastião e Santo Antônio. Depois que o município voltar a captar água da represa, Alencar informou que o rodízio será feito da seguinte forma: um dia com água a cada dois sem água.
Para Alencar, a solução do problema está na chuva. “Nós temos São Sebastião e Santo Antônio. Mas está faltando São Pedro mandar água. A gente está fazendo o possível e o impossível para conseguir água. Mas a população tem que economizar”.
[ad name=”HTML”]

CLOSE
CLOSE
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com