Chuva alivia seca no Norte de Minas

Moradores do Norte de Minas comemoram a força das chuvas dos últimos dias, que recuperaram rios e reservatórios, contribuindo para normalizar o abastecimento de vários municípios que sofriam com a falta d’água desde o começo de 2015. Desde a semana passada chove em praticamente todas as cidades da região.

As precipitações dos últimos dias são festejadas em Francisco Sá, de 23,6 mil habitantes, uma das cidades do Norte do estado mais castigadas pela estiagem prolongada. A população começou a enfrentar racionamento de água em fevereiro de 2015, quando foi decretado estado de emergência pela prefeitura. A Barragem do Rio São Domingos, que abastece o município, secou. Segundo o secretário municipal de Administração, Carlos Henrique Alves, com o retorno das últimas chuvas, a São Domingos já está com 35% de sua capacidade e o fornecimento de água à população foi normalizado. Até início de dezembro, a represa estava completamente vazia.

“Com as chuvas, a nossa realidade agora é outra. A situação da nossa cidade mudou. Além da melhoria no abastecimento, os moradores da zona rural voltam a produzir leite e outros alimentos, e o comércio na cidade melhora”, afirma o prefeito de Francisco Sá, Denilson Rodrigues Silveira (PMDB).

Luiz Ribeiro/EM/D.A Press

[ad name=”HTML”]

Segundo ele, o volume acumulado pela Barragem de São Domingos já garante água para abastecer a cidade o ano inteiro, desde que as pessoas economizem. “A nossa expectativa é que neste ano não haverá mais racionamento na cidade”, salienta Silveira, também comemorando o fim das despesas com a captação de água de poços tubulares. De acordo com o chefe do Executivo, em uma semana o volume de chuva alcançou em torno de 100 milímetros, mais da metade da média histórica para o mês de janeiro (cerca de 150 milímetros). Ontem, o tempo permaneceu chuvoso na região.

O Rio Gorutuba, que nasce na região de Catuni (município de Francisco Sá) e esteve com leito quase completamente seco na maior parte do ano passado, voltou a correr e teve uma cheia no último fim de semana. Com isso, o nível da Barragem do Bico da Pedra, construída no mesmo manancial, no município de Janaúba, aumentou. De acordo com o Distrito de Irrigação do Gorutuba (DIG), a represa, teve uma elevação de 65 centímetros nos últimos dias e chegou a 18% de sua capacidade na última segunda-feira. Até o início da semana passada, o reservatório estava com 15% da capacidadem e, em 18 de janeiro de 2015, estava 4,65 centímetros mais baixo.

FREIO NO SUFOCO A Barragem do Bico da Pedra fornece água para cerca de 1.200 produtores do Projeto de Irrigação do Gorutuba. “Há três anos que a gente não via um janeiro bom de chuva como este. A previsão é que continue chovendo até o fim do mês. Assim, neste ano, não vamos passar tanto sufoco no período critico da seca, como foi nos anos anteriores”, afirma Huarrisson Antunes, diretor do Sindicato Rural de Janaúba.

De acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia, desde quarta-feira passada até ontem, foram registrados 47 milímetros de volume chuva em Janaúba. As boas densidades pluviométricas dos últimos dias também elevaram o nível dos rios, tanques e outros reservatórios em Espinosa, um dos municípios mais castigados pela estiagem, no extremo Norte do estado (divisa com a Bahia).

As últimas chuvas provocaram cheias nos rios Galheiros, São Domingos e Verde Pequeno, que estavam completamente secos. A Barragem do Estreito, que abastece Espinosa, teve o seu nível normalizado. Na mesma região, a Barragem do Rio Tremedal, que atende a cidade de Monte Azul e que estava completamente vazia, também foi recuperada.

[ad name=”HTML”]

CLOSE
CLOSE
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com