Campanha quer incentivar boas maneiras nos ônibus do Transcol

O senhor Edísio Guasti tem 82 anos e é um exemplo de disposição para muitos jovens. Ele trabalha como distribuidor de cartões telefônicos e, para isso, utiliza os ônibus do Transcol. O que o tira do sério? A ocupação indevida de assentos prioritários.
Para acabar com situações como essa, a Secretaria de Transportes e Obras Públicas e a Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV) lançaram, ontem, a campanha “Pare e Pense no Coletivo”.
“Existe um preconceito contra nós, idosos. Os jovens acham que não temos nossos direitos. Quando entro no ônibus e vejo o meu lugar ocupado, não peço para levantarem, pois podem ser malandros e me bater”, desabafa o idoso.
Além da ocupação dos assentos prioritários indevidamente, a campanha abordará os temas assédio sexual, fumar nos terminais e música sem fone de ouvido. Segundo a diretora de Operações da Ceturb, Rosane Giuberti, a campanha surgiu a partir de monitoramentos em canais diretos com os usuários.

Falta de respeito: o artista plástico e vice-presidente do Conselho dos Direitos da Pessoas com Deficiência da Serra, Teófilo Roberto de Souza, 46, afirma que as pessoas ocupam o local destinado a cadeirantes e, mesmo quando o veem, só saem quando ele pede.

“Monitoramos quais são os índices de reclamações, principalmente em relação a determinados temas. Ainda que queixas desse tipo não sejam expressivas, observamos a movimentação que ocorre nos terminais”

Desta segunda-feira (14) até o fim do ano, será exibido na TV um filme abordando os temas. Somado a isso, a campanha prevê a distribuição de panfletos educativos nos dez terminais de integração do Transcol e peças para as redes sociais.
Peças teatrais
Em 2016, os assuntos serão abordados individualmente, em campanhas específicas. “Ano que vem, além dessa série de campanhas focadas nesses grupos, faremos as individualizadas, por meio de parcerias com grupos de teatro e outros parceiros ligados ao meio. Faremos algumas esquetes e apresentaremos peças rápidas ligadas sempre a esse bom relacionamento no ambiente coletivo, tanto nos terminais quanto no interior dos ônibus”, ressalta a diretora.
[ad name=”HTML”]
17 “mandamentos” no ônibus
1 Respeite os assentos preferenciais.
2 Use o fone de ouvido nas viagens.
3 Não fume dentro do ônibus ou dos terminais.
4 Evite situações que possam dispersar a atenção do motorista ao volante. Fale apenas o indispensável.
5 Mantenha braços dentro do veículo ao sentar perto das janelas.
6 Não arremesse coisas para fora do veículo.
7 Não jogue lixo dentro dos ônibus. Use as lixeiras que se encontram a bordo.
8 Ao tossir ou espirrar, utilize um lenço ou, caso não o tenha, o indicado é que o faça em direção ao próprio cotovelo.
9 Evite usar mochilas e bolsas nas costas, isso atrapalha a mobilidade das demais pessoas dentro do ônibus. Carregue-a na mão.
10 Evite acomodar-se perto das portas do veículo. Isso atrapalha o embarque e desembarque das pessoas.
11 Se presenciar comportamentos que incomodem, procure os canais de comunicação da Ceturb-GV. As reclamações dos usuários são um forte indicador do que é prioridade na fiscalização.
12 Se estiver sentado, é gentil oferecer-se para carregar bolsas e livros de quem está de pé, ao seu lado.
13 Aquele vizinho dorminhoco, que acaba pegando no sono e caindo no seu colo, infelizmente terá que ser acordado. Com educação, peça a ele que se vire para o outro lado.
14 Evite partilhar assuntos íntimos em voz alta dentro do ônibus. A sua vida particular só pertence a você.
15 Tente não se alimentar no ônibus, será um favor para os demais passageiros e para a sua saúde. Muitos germes circulam pelo local.
16 Evite demonstrar amor em excesso pelo seu parceiro. Nada de beijos e abraços muito quentes, é deselegante e incomoda quem está perto.
17 É totalmente inseguro deixar suas crianças pequenas circularem dentro do ônibus. Caso não haja assento, o ideal é que as mantenha perto de você.
[ad name=”HTML”]

 

CLOSE
CLOSE
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com