Duas crianças feridas em creche de Janaúba deixam Hospital Odilon Behrens

Duas crianças feridas na tragédia da creche Gente Inocente, em Janaúba, no Norte de Minas, receberam alta na tarde desta quarta-feira do Hospital Metropolitano Odilon Behrens. Sara Emanuele, de 6 anos, e Daniel Jesus, 4, estavam internados na unidade desde a última sexta-feira e voltam para a casa acompanhados dos pais. “É uma alegria que não dá para descrever. É até difícil de falar, jesus é muito generosos”, disse o pai da Sara, Edivaldo Pereira na porta do hospital.




 

Um terceiro paciente, Arthur Souza, de 2 anos, permanecerá internado no hospital, com quadro clínico estável. A previsão dos médicos é que a criança tenha alta médica nos próximos dias. As vítimas chegaram em Belo Horizonte ainda quinta-feira e deram entrada no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, mas foram encaminhadas para o Odilon Behrens na sexta-feira.

Onze pessoas já morreram na tragédia, sendo nove crianças, uma professora e o próprio vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, que ateou fogo ao corpo crianças que estavam no centro educacional. Com a alta médica de duas vítimas previstas para esta tarde, o número de feridos ainda recebendo cuidados médicos em hospitais de Belo Horizonte, Montes e Claros e Janaúba caiu para 21.




 A tragédia

Na quinta-feira, dia 5 de outubro, o vigia do Centro Educacional Gente Inocente, em Janaúba, ateou fogo a si mesmo e às crianças e funcionários da creche. De acordo com a Polícia Civil, Damião Soares premeditou o crime, que aconteceu três anos após a morte de seu pai. Ainda segundo a polícia, o homem tinha transtorno psicológico.

Comentários

Comentários




CLOSE
CLOSE